A tal PEC 241

Na última segunda-feira (10⁄10) a PEC 241 foi aprovada em sua primeira votação na Câmara dos Deputados. Algumas instituições se manifestaram sobre o assunto que tem gerado muita polêmica e diversas opiniões, mas afinal, o que significa a PEC 241?

A proposta tem como objetivo modificar alguns artigos da nossa Constituição, alterando os investimentos na área de educação, saúde e assistência social. Se aprovada, os valores destinados a essas áreas ficariam estacionados por 20 anos, ficando limitados a inflação. Como investir em mais escolas, pesquisa, saúde e programas sociais se o dinheiro destinado a isso não irá acompanhar as demandas?

Desde 1996 o Brasil aumentou em mais de 400% o número de mestres e doutores, tivemos um aumento de 100% de vagas nas universidades federais desde 2003. Tudo isso só foi possível, pois houve investimento na área da educação que a cada ano sofria o ajuste necessário. Se a PEC 241 for aprovada, com menos investimento na educação, teremos menos vagas para nossas crianças e adolescentes nas escolas, menos professores, menos concursos públicos, menos escolas, menos qualificação profissional, menos vagas nas universidades, menos incentivo a pesquisa e consequentemente, menos sonhos realizados.

Teste 2

Foto: Reprodução/internet

A ideia proposta pela PEC é diminuir os gastos públicos e assim, promover estabilidade econômica para nosso país. Mas, diminuir os gastos públicos que são direitos de nós cidadãos? Quem irá sofrer mais com essas mudanças serão os políticos, os banqueiros ou o pessoal que está na fila da UPA para ser atendido?
Acredito que nosso “presidente” Michel Temer deu seu recado quando promoveu o banquete para 200 deputados no dia anterior a votação da PEC 241 na Câmara, gastando mais de 150 mil no encontro. Mas dizem que o maior gasto é na educação, fazer a população pensar pode ser perigoso…

AUTOR:

monique_atualizacao_novaimagem-colunista

Esta coluna é de responsabilidade de seus atores e nenhuma opinião se refere à deste jornal.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]