Eduardo Cunha é BI na Lava-Jato

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Enquanto o Brasil e o meu Botafogo vão mal no futebol, Eduardo Cunha, presidente afastado da Câmara dos Deputados é réu duas vezes por causa da Operação Lava-Jato.

Ontem por unanimidade, os ministros do STF (que usam tipo uma bata preta e são o maior poder da lei do Brasil) decidiram que há provas suficientes na investigação comprovando que Cunha era o verdadeiro dono de contas na Suíça não declaradas (ele tinha dito que não tinha).

Essas contas teriam escondido R$ 5,28 milhões, recebidos pelo deputado de tretas entre 2010 e 2011.

Teste 2

A primeira vez que Cunha foi réu era março. O tribunal máximo abriu ação penal contra ele sobre o recebimento de propina de um contrato de navios-sonda pela Petrobras.

Isso quer dizer que Cunha está mais perto de perder aquele tal de foro privilegiado (medida que dificulta político a ser preso). A votação que vai decidir se ele perde ou não o mandato e automaticamente esse foro, está prevista para o dia 7 de julho.
Parece que nos próximos capítulos Eduardo Cunha vai entrar em campo vestido de listrado. 171 a gente já sabe que ele é.

Falando em datas…

Segunda etapa de 3 para Dilma ser afastada pra valer deve ser no dia 9 de agosto
Bem no meio da olimpíada

Foi aprovado ontem o novo cronograma para julgamento do afastamento definitivo de Dilma. A segunda etapa, do total de três, deve ser no dia 9 de agosto. Se a votação for diferente da outra, conseguindo 28 “fica querida” Dilma volta, e como já dissemos, propõe novas eleições.

De qualquer maneira, se perder de novo, Renan Calheiros, presidente do Senado, marca em até 10 dias o julgamento final.

Operação Lava-Jato: Etapa “Custo Brasil”

Eu não sei se vocês já perceberam, mas essa Operação Lava-Jato é dividida em etapas, e cada uma tem o nome mais exótico, e até cinematográfico, do que a outra.
Para citar só alguns exemplos, ‘QUE PAÍS É ESSE?’, ‘A ORIGEM’ e ‘ERGA OMNES’.

A de hoje foi mais comum, se chamou “Custo Brasil”. Pela manhã prenderam Paulo Bernardo, que foi um ministro dos governos do PT.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]