PPG Informativo realiza campanha de arrecadação de absorventes e fraldas

O objetivo do jornal comunitário é ajudar mulheres do Pavão-Pavãozinho e Cantagalo que estão enfrentando dificuldades durante a pandemia
Entrega de doações do PPG Informativo. Foto: Arquivo

O jornal comunitário PPG Informativo está realizando campanha de arrecadação de absorventes e fraldas. A iniciativa começou no início da quarentena, no Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, zona Sul do Rio de Janeiro. O objetivo é ajudar mulheres chefes de família moradoras da comunidade que estão enfrentando dificuldades devido à crise gerada pela pandemia do novo coronavírus.

No início da campanha, os absorventes eram entregues junto com cestas básicas e kits de higiene. Porém, devido a diminuição das contribuições, com o valor arrecadado só será possível realizar doações de absorventes e fraldas na próxima ação. Mais de 12 mil unidades de absorventes já foram distribuídas para, em média, 800 mulheres do Pavão-Pavãozinho e Cantagalo.

As doações priorizam mulheres chefes de família. Foto: Arquivo

Além de ajudar essas mulheres em vulnerabilidade, o PPG Informativo também contribui com o comércio local. Através das doação em dinheiro, fraldas e absorventes são comprados na D&L Farma, uma farmácia da comunidade. A farmácia vende os produtos a preço de fábrica para colaborar com a campanha, o que rende uma boa quantidade de produtos para doar. 

Teste 2

O PPG Informativo não tem espaço físico, então, para doar é necessário entrar em contato com um dos responsáveis. Assim, é estabelecida uma comunicação e combinada a melhor forma para colaborar. Para mais informações sobre como doar, basta entrar em contato com Larissa Montez pelo número (21) 999424718 ou na página do Facebook e Instagram do jornal comunitário.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]