“Não sai uma gota”, moradores do Morro do Adeus, no Alemão, relatam que estão há 3 meses sem água

Segundo relatos, quem mora na região atingida já entrou várias vezes em contato com a Águas do Rio, mas o problema não foi solucionado
Travessa Eugenia é um dos locais atingidos pela falta d'água no Morro do Adeus (Foto: Reprodução)
Travessa Eugenia é um dos locais atingidos pela falta d'água no Morro do Adeus (Foto: Reprodução)

Moradores das comunidades do Rio de Janeiro já são afetados diretamente por problemas de infraestrutura e, algumas vezes, essas situações são resolvidas em questão de dias diante de reclamações da população. Mas 3 meses sem água está sendo uma situação bem difícil para alguns moradores do Morro do Adeus, no Complexo do Alemão.

Cinthia Castro de Freitas, de 22 anos, mora na Travessa Eugênia, onde a falta d’água é um problema muito persistente. Ela relata que, se não fosse a caixa d’água, estariam sem uma gota em casa. “Na rua que eu moro, só cai água às terças e sextas. Na terça (23) começou a cair água estava dando 21h, eu fiquei até 1h da manhã enchendo a caixa”.

Outra moradora da região relatou que, devido a falta de água na região, seu pai está tendo um gasto excessivo com água mineral. Ela também relatou que uma equipe da Águas do Rio esteve na região na última semana para verificar o problema, mas não teve solução nenhuma. “Eles ficaram na esquina, abriram a tampa, pegaram um pouco de água com um copo de plástico, olharam e depois foram embora”.

Equipe esteve presente no local, mas não resolveu a falta d’água na região
(Foto: Reprodução)

Teste 2

Moradores das ruas Doutor Noguchi, Travessa Eugenia e Viúva Mendonça, já abriram vários chamados com a Águas do Rio para verificar o problema. Em resposta, a empresa alegou vazamentos e manutenção na área, mas o problema de falta d’água persiste.

A equipe do Voz das Comunidades entrou em contato com a Águas do Rio para saber sobre a ocorrência na região. Em resposta, a empresa publicou:

“A Águas do Rio informa que realiza estudos para melhorar o fornecimento de água tratada para a região, visto que a mesma possui históricos problemas de abastecimento. A concessionária esclarece que vem atendendo às solicitações dos moradores, tendo enviado somente nos últimos 30 dias 11 caminhões pipas a clientes residentes na Rua Viúva Mendonça e Travessa Eugênia. A empresa ressalta ainda que segue à disposição da população, através de seus canais de atendimento”

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]