Passagem de Tocha Olímpica do Alemão clama por paz

Foto: Renato Moura/Jornal Voz da Comunidade
Foto: Renato Moura/Jornal Voz da Comunidade

Hoje (16/7) a tocha olímpica passou pelo Alemão. Não a de fogo, mas a de sangue. Em um ato simbólico moradores, ativistas e imprensa caminharam pela Estrada do Itararé pedindo dias melhores. Em um ano com mais de 30 vítimas de confrontos armados, faz-se mais do que necessário a união da comunidade a favor da paz. Junto a tocha, foi revezado o carregamento de um caixão de papelão com o nome dos mortos e feridos do Complexo desde 2014.

A Alusão da tocha olímpica faz refletir sobre o momento de festa com a proximidade dos Jogos Olímpicos em contraste com o cotidiano violento das comunidades do Rio. É preciso enfeitar a cidade para os que aqui habitam e atentar para as reais necessidades da população. O Alemão pede paz urgente!

Teste 2

Foi feito um caixão de papelão com o nome dos mortos e feridos do Complexo desde 2014 – Foto: Renato Moura

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]