Intervenção Cultural vai acontecer no Morro do Adeus na próxima sexta (28)

Rua Arapá, um dos acessos do Morro do Adeus - Foto: Betinho Casas Novas
Rua Arapá, um dos acessos do Morro do Adeus - Foto: Betinho Casas Novas

Oficina de grafite para crianças compõe a programação 

Batalhas de rima, apresentações de cine-curtas e grafites vão agitar o Morro do Adeus na próxima sexta-feira, 28 de setembro. As atividades fazem parte do Intervenção Cultural, evento organizado pelo coletivo Marcha das Favelas com o objetivo de proporcionar um dia de entretenimento e manifestações artísticas na comunidade. 

Desejo de mudança social é o que move Gabriel de Oliveira, de 15 anos, um dos organizadores. O jovem conta que foi convidado a participar do planejamento quando a ação ainda estava no papel e agarrou a oportunidade sem duvidar. “A inspiração vem de mudar a realidade em que vivemos, de querer fazer algo pelo lugar que crescemos e que passamos a maior parte de nossa vida”, completa. 

A partir das 12h, as crianças poderão pôr a mão na massa na oficina de grafite com dois artistas internacionais, com nomes ainda não divulgados, vindos através do projeto Spray Vida, a iniciativa prevê um projeto de arte nos muros da comunidade. A programação conta ainda com a presença do bloco Planta na Mente, dos grupos Chapa Rap, Anunnaki Corp e Faixa de Gaza, além da exibição de cine-curtas do Favela CineClube.  

Teste 2

Como resultado, o coletivo espera a conscientização dos moradores, perante o descaso do governo com propostas de investimento nas favelas,  para reivindicarem seus direitos ao Estado.  

Para o evento, os organizadores estão recolhendo doações de latas de tintas brancas, corantes coloridos para as pinturas ou contribuições financeiras. Interessados em ajudar, podem entrar em contato através da página no facebook: https://facebook.com/MarchaDasFavelas/ 

A Intervenção Cultural será realizada onde acontecia o Baile da Aquiri (Rua Aquiri, 527 – Morro do Adeus, Complexo do Alemão). 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]