Alunos sofrem por falta de funcionamento de ar-condicionado na Mourão Filho

Foto: Renato Moura/Jornal Voz da Comunidade
Foto: Renato Moura/Jornal Voz da Comunidade

O verão ainda não chegou, mas o calor da nesta última semana já deu para saber o que virá em dezembro. Querendo diminuir o desconforto da temperatura, mães e alunos da Escola Municipal Professor Mourão Filho entraram em contato com o jornal Voz da Comunidade para reclamar sobre a falta de funcionamento dos aparelhos de ar-condicionado no colégio.

Segundo os pais, os equipamentos de refrigeração foram instalados há dois anos na unidade e toda vez que procuram a direção da escola a resposta é a mesma, que ainda não foram usados por não ter energia suficiente nos postes e que o relógio da escola não suporta a potência do ar-condicionado.


Foto: Renato Moura/Jornal Voz da Comunidade

“A primavera no Rio de Janeiro tem cara de verão e com esse calor fica complicado conseguir estudar assim. Não tenho nada do que reclamar da escola, mas gostaria que as crianças tivessem esse conforto”, declarou uma das mães que não quis ser identificada.

Teste 2

A diretora Therezinha de Jesus, nos atendeu prontamente, informou que essa é uma preocupação dela também e a empresa que fará a troca da fiação vai na instituição ainda nesta semana para iniciar a remoção e substituição da rede elétrica.

Vamos acompanhar até que o caso seja solucionado.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]