Ação feita por moradores do Alemão oferece assistência às pessoas em situação de rua

A ação social denominada Pobre é a Obra, que é organizada por jovens moradores do Conjunto de favelas do Alemão, vem se mobilizando há cerca de quase um ano para dar suporte a essa população no Centro da Cidade do Rio, desde distribuições de quentinhas, a produtos de higiene e roupas. Já foram distribuídas 200 refeições, mais de 150 kits de higienização e aproximadamente 1000 L de água.

Tatiane Borges, de 21 anos, estudante de Direito, proprietária da loja de materiais de construção “General da Construção”, é a idealizadora do projeto e nos contou como estão sendo as ações sociais. E ainda, segundo Tatiane, nos tempos de pandemia de coronavírus, as necessidades dos desabrigados tem se agravado.

“Eu tive a iniciativa sozinha, porém minha primeira ação social foi com meus amigos. Os 8 amigos que estavam comigo no início, são os mesmo que atuam até hoje. Todos moradores do Complexo do Alemão. Sempre foi meu desejo ajudar àqueles que realmente precisam, àqueles que são esquecidos pela sociedade. Afinal, o pobre sempre será a obra, e ajudar o próximo é uma realização para nosso grupo. Um tempo difícil, porém um período que percebemos que eles estão mais precisando, nesse tempo todos estão pedindo ajuda, orfanatos, asilos e principalmente aqueles que moram nas ruas.” relatou Tatiane.

Teste 2

“Fazer essa ação pra mim se torna uma forma de amar o outro. É um gesto de carinho e preocupação. Tento muito me pôr no lugar deles, porque somos iguais, porém vivemos realidades diferentes, e hoje devido essa pandemia do coronavírus, acredito que a dificuldade deles se torna um pouco mais complexa do que a nossa. Sei que muitos de nós moradores de favela estão passando diversas dificuldades em casa, mas acredito que eles estejam passando muito mais, por estarem expostos nas ruas, por não terem proteção e nenhuma condição de praticar a higienização recomendada. Me sinto a pessoa mais realizada e feliz em ver a alegria deles ao receber um gesto de carinho e um alimento. Acho importante fazer o bem, sem olhar a quem!”. Falou a auxiliar administrativa, Letícia Dos Santos Bastos, de 23 anos, que é uma das integrantes do projeto social.

O grupo, no próximo sábado (23/05), realizará a terceira ação social. No atual momento em que o individualismo tem se sobressaído na sociedade, uma amostra de carinho e cuidado ao próximo precisam ser incentivadas e, principalmente, ajudadas.

Aqueles que desejam realizar suas doações podem entrar em contato através do Instagram do projeto.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]