Circuito Gastronômico de Favelas agita o domingo no Complexo do Andaraí

Foto: Renato Moura
Foto: Renato Moura

Foto: Renato Moura/Voz das Comunidades

Neste domingo (25), aconteceu a segunda semana do Circuito Gastronômico de Favelas no Rio de Janeiro, dessa vez no Andaraí, Zona Norte. O evento contou com a presença de cozinheiros da própria comunidade. Entre outras comidas que puderam ser consumidas, o baião de dois, o espetinho de churrasco e o combo de petiscos fizeram bastante sucesso.

Os moradores da região compareceram em peso. Dona Jurema, de 66 anos, mora desde os 19 na comunidade. Ela ficou muito feliz com o evento e a oportunidade de mais pessoas conhecerem os talentos que da comunidade: “está sendo muito bom, ainda mais aqui que eu conheço todo mundo”. O prato que a dona Jurema mais gostou foi o de carne de sol com aipim.

Dona Jurema, de 66 anos, mora desde os 19 na comunidade - Foto: Renato Moura
Dona Jurema, de 66 anos, mora desde os 19 na comunidade – Foto: Renato Moura

Teste 2

O casal Valesca e Carlos Fróes conhecerem o projeto pelo João Diamante, um dos organizadores. “Quando fomos apresentado ao projeto, nós achamos uma ideia maravilhosa. Mostrar a culinária da comunidade para quem é de fora conhecer”, relatou Fróes.

O casal Valesca e Carlos Fróes - Foto: Renato Moura
O casal Valesca e Carlos Fróes – Foto: Renato Moura

O próximo evento do Circuito Gastronômico de Favelas será no próximo sábado (01), no Terreirão do Samba a partir do meio dia. A entrada será R$ 5,00 inteira ou R$ 2,50 meia – a opção de meia entrada inclui doação de 1kg de alimento não perecível ou brinquedo que serão doados às comunidades participantes.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]