Após participarem de pré-seleção do Balé Bolshoi, 8 jovens de projetos sociais são aprovados

Dentre os selecionados, estão quatro do Projeto Vidançar no Complexo do Alemão
Foto: Ana Moura / Projeto Vidançar
Foto: Ana Moura / Projeto Vidançar

No dia 22 de agosto, a equipe da Escola Bolshoi Brasil esteve presente na sede do Projeto Vidançar, do Complexo do Alemão, para realizar a pré-seleção dos futuros novos alunos e alunas. 

Após toda as análises feitas de cada candidato, 8 jovens foram selecionados para a próxima etapa. Dentre eles, 4 do Projeto Vidançar, 2 do Instituto Verde Criando Vidas, 1 do Projeto Luar da Dança, e 1 do Instituto Mundo Novo. 

Nossa equipe esteve no local antes do ocorrido e conversou com as representantes de alguns desses projetos, para saber como estavam as expectativas: 

O processo foi direcionado apenas a crianças e jovens de origem periférica, que fizessem parte de algum projeto social do Estado do Rio de Janeiro. Ao todo, foram 110 candidatos, que em sua maioria, vivem em situação de vulnerabilidade socioeconômica. 

A próxima etapa acontece em outubro, em Joinville, onde fica a sede brasileira da maior escola de dança do mundo. Os selecionados na segunda etapa terão a oportunidade de ingressar na Escola, tendo auxílio de transporte, alimentação e outros suportes fundamentais. 

Muitos alunos não possuem renda suficiente para custear a ida para a próxima fase, por isso, o Projeto Vidançar iniciou uma campanha de arrecadação de fundos para as despesas de seus alunos e responsáveis.

Para doar: Pix: [email protected]

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
[glt language="Portuguese" label="" image="yes" text="yes" image_size="24"] [glt language="Spanish" label="" image="yes" text="yes" image_size="24"] [glt language="English" label="" image="yes" text="yes" image_size="24"]

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]