ONG Recriando Raízes transforma “Cracolância” em “Praça dos Sonhos” em Costa Barros

Iniciativa ocorreu há pouco mais de duas semanas; agora moradores desfrutam do espaço para lazer
Foto: Júlio Ribeiro
Foto: Júlio Ribeiro

Uma pracinha conhecida antigamente como “Cracolância” hoje é a “Praça dos Sonhos”, na comunidade de Costa Barros, na Zona Norte do Rio. O espaço que era ocupado por dependentes químicos foi revitalizado pela ONG Recriando Raízes, em colaboração com as equipes do Acupuntura Urbana e ChangeX. Então, há pouco mais de duas semanas, em 28 de maio, a pracinha da Rua Virgílio Filho, S/N, está com outra cara e novos frequentadores.

A ONG representada por Ilma Rocha, mais conhecida como Tia Ilma, teve essa iniciativa social após uma pequena pesquisa com moradores dos entornos da praça. Com isso, foi constatado que esses moradores, que estão lá há cerca de 20 anos, nunca tiveram o prazer de desfrutar do espaço, devido à situação que se apresentava. 

“A Praça dos Sonhos é uma marca do Recriando Raízes, pois simboliza transformação e mudança de lugar sem vida e fadado à degradação de pessoas para um espaço onde crianças se divertem e sonham com seu futuro. O sentimento é de conquista e de alegria ao ver um lugar abandonado e hoje revitalizado em prol da comunidade”, desabafa Tia Ilma. O projeto destaca que agora é nítido ver a alegria nos olhos das crianças e moradores de Costa Barros, um olhar de esperança e alegria. 

Sobre a ONG

Teste 2

A ONG Recriando Raízes atua em Costa Barros promovendo educação, cultura e lazer para a população da região, por meio de suas ações.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]